Curiosidades: Conheça a historia da Ferrari

Fundada em Maranello por Enzo Anselmo Ferrari, desde o inicio se destacou em competições

 

Quem foi o grande fundador?

          Enzo Anselmo Ferrari, um garoto com apenas dez anos nascido na cidade de Módena na  Itália no dia 18 de fevereiro de 1898, que se apaixonou por carros decidiu levar esse seu gosto por velocidade adiante. Em 1929 Enzo fundou a Escuderia Ferrari, uma equipe de automobilismo com fins voltados à competições. Hoje a Escuderia Ferrari é considerada a equipe mais antiga ainda em atividade na sua categoria.

          Enzo Ferrari, antes de tudo, trabalhou como mecânico até o início da Primeira Guerra Mundial, depois iniciou como piloto de testes pela Contruzioni Mecaniche National. Já com 21 anos, Enzo tentou ingressar na Fiat, mas foi recusado. Pouco depois de tentar trabalhar na Fiat, Enzo começou sua carreira na Alfa Romeo, desta vez como piloto.

Fábrica Ferrari

entrada-historia-da-ferrari

          Logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, é fundada a marca Ferrari em 1946, com o lançamento do seu primeiro modelo em 1947. O modelo lançado em 1947, que deu o chute inicial no crescimento da marca foi o Ferrari 125 Sport com um motor V12 de 1500 cc.

          No ano de 1951, a Ferrari finalmente consegue seu primeiro título na Fórmula 1, em seguida, no ano de 1955 Juan Manuel Fangio ganha o campeonato mundial de Fórmula 1 ao volante de uma Ferrari. Mesmo com a vitória, este foi um ano triste para Enzo Ferrari, que infelizmente perdeu seu filho.

          Em 1961, a coisa começa a ficar complicada para a fabricante, depois de alguns conflitos internos que levaram à saída de vários membros da direção, a Ferrari ainda consegue elevar seu nome, e criar uma boa relevância para sua empresa, adquirindo várias vitórias em competições.

          Em 1988 com 91 anos, Enzo Ferrari morre, e no mesmo ano de sua morte a Fiat adquiri 90% do controle da empresa.  Em 1997 a Ferrari adquire 15% da Maserati à FIAT, passando a ter total controle da marca em 1999. A Ferrari utilizou a Maserati como a sua divisão de luxo até 2005, altura em que o controle regressaria à FIAT.

Símbolo e seu significado na historia

simbolo-historia-da-ferrari 01

          De acordo com a história, o cavalo preto empinado sobre o fundo amarelo (Cavallino Rampante), era a marca usada nos aviões de Francesco Barraca, que foi um grande piloto de caça italiano, que foi abatido durante a Segunda Guerra Mundial. Simbolo esse, que traria sorte aos pilotos que usassem os veículos da marca.

          Desde o Ferrari 125 Sport, a empresa seguiu fazendo carreira e trazendo muitos modelos que caíram na graça do povo, sendo considerados como verdadeiros sonhos de consumo.

Ferrari 250.

          Um dos modelos mais valiosos da fabricante de Maranello, estreou no mercado em 1953.

Ferrari 250 GT Boano-Ellena.

          Apareceu pela primeira vez em 1956, durante o Salão de Genebra, na Suíça. Com motor V12 2.9 de 240 cv. Recebeu o sobrenome “Boano” por causa do fabricante de sua carroceria, dirigida por Felice Mario Boano, ex-colaborador da marca Ghia. O “Ellena” veio de Ezio Ellena, genro de Boano.

Ferrari Testarossa.

Ferrari-Testarossa-perde_alema

          Fabricada em 1984 é equipada como motor 4.9 de 12 cilindros opostos de 390 cv. Foi também desenhada pelo estúdio Pininfarina. Saiu de linha em 1996.

Ferrari F40.

          Este belo modelo foi produzido como forma de comemoração dos 40 anos de existência do da Ferrari e do que ela estava conseguindo se tornar, a Ferrari F40 de1987, é equipada com motor V8 de 2,9 litros de 478 cv de potência. O desenho foi desenvolvido pelo estúdio Pininfarina e a construção usa materiais como kevlar e fibra de carbono, para garantir o peso baixo. Considerado um dos mais emblemáticos superesportivos já construídas, a F40 é um carro difícil de se encontrar no mercado atualmente.

Ferrari 550 Maranello.

          De 1996, foi o primeiro modelo da marca com motor dianteiro. Tratava-se de um 5.4 V12 de 485 cv. É chamado de “tubarão” pelo imenso capô a às entradas de refrigeração.

Ferrari Enzo.

          Criado em 2002, teve cerca de 400 unidades produzidas. O modelo de dois lugares era alimentado por um motor 6.0 V12 de 660 cv.

Ferrari 430 Scuderia.

          Mostrada durante o Salão de Frankfurt, em 2007, utilizava tecnologia derivada da Fórmula 1. O motor de 510 cv levava o esportivo aos 230 km/h.

Ferrari California.

          Conversível lançado em 2008, durante o Salão de Paris, tem motor V8 4.3 de 678 cv e vai de zero a 100 km/h em menos de quatro segundos.

Ferrari 458 Italia.

          Cupê de 2009 com motor V8 4.5 de 577 cv foi sucessora da F430. A aceleração de zero a 100 km/h é feita em apenas 3,4 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 325 km/h.

Ferrari FF.

          Substituta da 612 Scaglietti, é a primeira Ferrari a contar com tração nas quatro rodas, desenvolvida completamente pela fabricante italiana. Traz sob o capô o novo motor 6.3 V12 com injeção direta e 660 cv de potência a 8.000 rpm. Com o auxílio da transmissão de dupla embreagem utilizada em competições, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e alcança velocidade máxima 335 km/h.

LaFerrari.

          Primeiro supercarro híbrido, modelo de 2013 tem motor 6.3 V12 que gera 800 cv e que trabalha junto de um motor elétrico que rende mais 163 cv.

Ferrari FXX K.

Ferrari-FXX-K - Super carros que são extremamente raros

          Foi mostrada em 2014, em Abu Dhabi. O esportivo é uma versão das pistas da LaFerrari XX e fez parte de um programa de desenvolvimento da Ferrari voltado aos clientes exclusivos. Tem 1.035 cv graças a um V12 de 6,2 litros de 848 cv associado a um sistema elétrico de 188 cv. O torque máximo é de mais de 124 kgfm.

Ferrari Sergio.

          Limitado a apenas seis unidades, foi revelado em dezembro passado. Celebra a parceria de 60 anos entre o estúdio de design Pininfarina e a montadora de Maranello. É equipado com motor 4.5 V8 de 605 cv e, segundo a Ferrari, faz a marca de zero a 100 km/h em apenas três segundos.

 

 

 





REDAÇÃO SEMPRE AUTOS

<>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *