NOVO VOLVO XC60 CHEGA EM SETEMBRO A PARTIR DE R$ 235.950

Modelo desembarca primeiro na versão T5, o turbodiesel e o híbrido apenas em 2018

Volvo XC60 (Foto: Divulgação)

A Volvo acabou de anunciar que o XC60 chegará em setembro com preço inicial de R$ 235.950, mas chegará aos R$ 266.950. O crossover desembarca primeiro na versão T5, mas o fabricante sueco adiantou que a versão a diesel D5 chegará até julho de 2018, possivelmente próxima da importação do T8 híbrido. “O XC60 é o Volvo mais vendido do Brasil, então é o modelo mais importante para a gente. Até mais do que em outros lugares do mundo, afirma Leandro Teixeira, diretor de marketing da Volvo. É um belo aumento face os R$ 214.950 pedidos pelo XC60 Momentum T5 de primeira encarnação, mas o fabricante espera compensar isso com o incremento de itens e tecnologias

Todos virão com tração integral, algo que não acontece nas versões de entrada do Volvo vendido atualmente no Brasil. O XC60 T5 conta com motor 2.0 turbo de 254 cv, enquanto o D5 a diesel tem 235 cv. Ainda há o mais potente T6 a gasolina, que une turbo e compressor volumétrico para entregar 320 cv. O câmbio automático de oito marchas permanece como opção de transmissão.

São três versões para o XC60, a de entrada Momentum de R$ 235.950 traz rodas aro 19, grade frontal com aletas no tom “black piano” e saídas de escape arredondadas. De série, o modelo virá bem completo, com teto solar panorâmico, sistema de som de 330w, bancos dianteiros elétricos com memória para o motorista, ar-condicionado Clean Zone, quadro digital de oito polegadas, seis airbags (dianteiros, laterais frontais e do tipo cortina), alerta de colisão, city safety com detecção noturna, leitura digital de placas de velocidade, leitor de ponto-cego, assistente de partida em rampa e faróis integralmente de leds.

Volvo XC60 (Foto: Divulgação)

O intermediário Inscription de R$ 256.950 se diferencia pelas rodas aro 20, saídas retangulares de escapamento, friso lateral com o logo e grade com aletas cromadas. Ele acrescenta painel de 12,3 polegadas, alerta de colisão traseira, alerta de ponto-cego com sensor de tráfego cruzado, chave com controle remoto integral revestida de couro, abertura e partida sem chave, controle de cruzeiro adaptativo com condução semiautônoma, espelhos externos eletrocrômicos, abertura e fechamento da tampa do porta-malas handsfree – você pode passar o pé abaixo do para-choque para abrir o compartimento.

Vendido por R$ 266.950, o R-Design tem decoração mais esportiva, o que inclui para-choques, spoiler maior, soleira das portas, saias e suspensão mais baixa associada ao jogo de rodas aro 21. O interior ganha pedaleiras metálicas e bancos envolventes, além de volante com borboletas para troca de marchas e um subwoofer. Há três cores novas: Fusion Red (vermelho fusão), Mapple Brown (marrom acer) e Denim Blue (azul jeans).

A Volvo considera como principais concorrentes do XC60 o Land Rover Discovery Sport e os mais caros Audi Q5, BMW X3 e Mercedes-Benz GLC. A rivalidade com o Discovery Sport é a mais forte, 25% do mercado pertence ao Volvo e 35% ao Land Rover – o segmento responde por 8.500 carros por ano. “O grande objetivo da Volvo é retomar a liderança do segmento”, aposta João Oliveira, diretor de vendas do fabricante. O XC60 foi líder entre 2009 e 2015, mas 2016 foi o primeiro ano de vendas cheio do rival britânico, agora, fabricado em Itatiaia (RJ). A Volvo espera retomar a primeira posição ainda em 2018, mesmo só com versões a gasolina. Os executivos não falaram em números de vendas, porém, a previsão fica entre 250 e 300 carros/mês.

Diante da necessidade de ganhar mercado em um segmento que só cresce, nada mais natural do que investir em outros crossovers: a Volvo também afirmou que o XC40 será lançado ainda este ano. O modelo será o crossover de entrada do fabricante, que pretende lançar o carro no Brasil já no início de 2018, antes mesmo da chegada das demais configurações do XC60. O XC60 será um legítimo Volvo sueco, pois passou a ser feito na fábrica de Torslanda. A geração anterior era importada de Gante, na Bélgica.

Conheça as novas tecnologias

A segurança foi igualmente aperfeiçoada e marca a estreia de duas tecnologias na linha Volvo. O sistema de frenagem automática City Safety passa a atuar a até 60 km/h, contra 50 km/h de antes. Segundo a Volvo, 85% das colisões ocorrem a até 50 km/h. Caso tudo dê errado, a estrutura está ainda mais segura e conta com aço estampado a quente nas colunas A, B e C, o que forma uma gaiola de proteção de ultraaltaresistência.

A outra novidade é o sistema de direção ativa que evita colisões com carros que vêm na direção contrária, além de auxiliar em manobras evasivas. O suporte de direção funciona também em conjunto com o City Safety em velocidades entre 50 a 100 km/h e detecta o risco de colisão com motos, pedestres e animais. Ele também ajuda caso você já esteja manobrando para escapar de uma colisão iminente. Se o sistema detectar um outro veículo no ponto-cego a até 130 km/h, a tecnologia também é capaz de evitar uma colisão.

Entre os luxos, há ar-condicionado CleanZone de quatro zonas com sistema de filtragem de poluentes e outras impurezas. Segundo eles, o sistema oferece qualidade de ar escandinava mesmo nas piores situações. O sistema de condução semiautônoma oferecido no XC90 é opcional e mostra-se capaz de conduzir o carro sozinho a até 130 km/h, desde que as câmeras e sensores consigam captar a marcação de faixas e outras sinalizações.

Por dentro, o quadro de instrumentos pode ser digital com tela de oito polegadas na versão de entrada Momentum ou até 12,3 polegadas nos mais caros Inscription e R-Design, tal como é no XC90. Falando nele, o crossover grande também emprestou ao XC60 a central multimídia verticalizada de 9 polegadas.

Volvo XC60 (Foto: Divulgação)

Outros lançamentos:

Diante da necessidade de ganhar mercado em um segmento que só cresce, nada mais natural do que investir em outros crossovers: a Volvo também afirmou que o XC40 será lançado ainda este ano. O modelo será o crossover de entrada do fabricante, que pretende lançar o carro no Brasil já no início de 2018, antes mesmo da chegada das demais configurações do XC60. O XC60 será um legítimo Volvo sueco, pois passou a ser feito na fábrica de Torslanda. A geração anterior era importada de Gante, na Bélgica.

O fabricante planeja renovar a sua linha de carros de passeio. Em 2018, está agendada a estreia dos novos sedã S60 e perua V60. É a terceira geração da linha de médios.

Fonte: https://goo.gl/lt1a58

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *