Preparadora deixa Civic ‘civil’ mais forte que Si

Para quem achou pouca a potência da versão esportiva, empresa norte-americana tem a solução

Apresentado no mês passado, o novo Civic Si, baseado na décima geração do sedã médio, decepcionou muita gente com seus números de potência e torque, de “apenas” 208 cv e 26,6 kgf.m – bem abaixo das especificações de concorrentes diretos como Volkswagen Golf GTI, que entrega 220 cv e 35,7 kgf.m.

É verdade que, na comparação com o Si anterior, capaz de extrair 206 cv e 23,9 kgf.m do motor 2.4 aspirado, o novo é melhor, mas ainda muito distante do Civic esportivo topo de linha, o Type R, cuja nova geração traz sob o capô o motor 2.0 turbo de 320 cv e 40,7 kgf.m de torque. O abismo ficou tão grande que já existem rumores de que a Honda vai lançar em 2018 um Type R mais manso e barato.

O Si é o primeiro Civic dessa versão a trazer motor turbo, no caso o mesmo 1.5 usado na configuração topo de linha Touring no Brasil, porém com novo mapa de injeção de combustível e mais pressão na turbina para entregar mais que os 173 cv e 22,4 kgf.m do “nosso” Civic. Nos Estados Unidos, esse propulsor também equipa outras versões, em especial a Sport, com carroceria hatch, que custa a partir de US$ 21,3 mil (cerca de R$ 67 mil na conversão direta) e tem 183 cv e 24,5 kgf.m com transmissão manual de seis marchas. Pois saiba que, pagando cerca de US$ 700 (R$ 2,2 mil), o Civic Sport fica mais potente que o Si, que chega em breve Honda nos EUA com preço estimado na casa dos US$ 25 mil (R$ 78,6 mil), com opções de carroceria hatch e cupê.

O incremento no desempenho fica a cargo da preparadora Hondata, que anuncia ser capaz de elevar a potência do Civic Sport manual para 228 cv e o torque, a saudáveis 35 kgf.m. Com transmissão CVT, os números são de 217 cv 30 kgf.m – também superiores aos do Civic Si original de fábrica. Tudo graças a ainda mais pressão no turbo e mudanças na central eletrônica do motor. Vale lembrar que, no Brasil, a versão Sport e todas as demais, exceto a Touring, mantêm o motor 2.0 flex aspirado de 155 cv da geração anterior.

 

Ou seja, dá para economizar cerca de US$ 3 mil ou até mais que isso para ter um Civic mais potente e “torcudo” que o novo Si. Claro, abrindo mão de recursos disponíveis na versão esportiva, como amortecedores adaptativos, rodas de 18 polegadas, suspensão mais rígida, peso mais baixo e, claro, a asa traseira, que é gigante no Si cupê.

Ainda não há previsão de chegada da nova geração do Civic Si ao Brasil, onde a antiga ainda permanece no site oficial da montadora, apenas com carroceria cupê e com preço sugerido de R$ 132.100.

Fonte: https://goo.gl/bO46Gt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *