UBER TEM QUE LIDAR COM PREJUÍZOS NO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2017

A Uber explica que apesar de reduzir seu prejuízo em 9% no segundo trimestre, ainda está longe de ser lucrativo

 

                  A Uber, empresa multinacional de transporte particular, conseguiu reduzir seu prejuízo em 9% no segundo trimestre e ainda teve um aumento no volume de corridas, revela a empresa nesta quarta-feira (23), mas ainda está longe de ser lucrativo.

                      A Uber tinha informado um prejuízo líquido de US$ 645 milhões, abaixo dos US$ 708 milhões do primeiro trimestre e ainda dos US$ 991 milhões somados dos últimos três meses de 2016.

                       O movimento visa os esforços da multinacional para conseguir reduzir gastos com subsídios para motoristas e também clientes, e outras práticas competitivas, a maneira em que aumenta a concorrência em mercados difíceis como o sul da Ásia.

                     A empresa também disse que os pedidos de corridas neste período atingiram US$ 8,7 milhões, significa que teve uma alta de 17% com relação ao trimestre passado. O numero de viagens globais no aplicativo da empresa também aumentou em quase 150% em relação ao ano anterior, com um forte crescimento vindo de mercados em desenvolvimento.

                     Sua receita liquida ajustada atingiu uma quantia de S$ 1,75 bilhão, já no primeiro trimestre os valores chegaram a US$ 1,5 bilhões.

 





REDAÇÃO SEMPRE AUTOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *